Estratégia X Experiência


Cada vez mais vejo sites maravilhosos, com uma animação espetacular, mas que, infelizmente, não garantem dinheiro no bolso do cliente ou o ROI esperado. Mais do que ter uma equipe de criação perfeita, é preciso fazer pesquisas, falar com pessoas e pensar não só em agradar o cliente e os criativos, mas também é bom em entender o que realmente as pessoas querem ver neste site: design funcional ou design pelo design? Lembre-se que os brasileiros são um dos povos que mais consomem redes sociais e que mais tempo ficam na internet. Alguma vantagem isso tem que ter. Enquanto você ainda não convence o cliente de pagar uma boa pesquisa, tente convencê-lo a dar mais prazo para você mesmo pesquisar: Orkut, Facebook, Twitter e seus amigos também servem pra isso. Assim, não só as agências concorrentes vão ficar com a maior inveja em relação ao seu projeto, mas o sucesso vai ser ainda maior com quem realmente interessa. Além do escopo acima, aqui você pode ler mais 6 dicas sobre como conciliar uma boa experiência às estratégias.

copy+paste+motion+game

Em advertising, nunca usaram tanto colagens ao estilo scrapbook como atualmente. É a verdadeira moda dos diretores de artes descolados. Isso porque representa uma arte interativa e humana com um toque de proximidade e realidade. Nada mais compatível com a situação interativa atual. Acho justo e tá valendo. Mas agora, o que me pareceu novo, foi esse vídeo animado que um estudante de multimídia do Collège Ahuntsic fez: um cenário "real", com colagens onde o Mega Man interage com clips, pen-drive, sofás. Perfeito para começar uma nova moda: a do scrapbook game.