Não é porque usa a internet que gosta de high-tech

Muita gente ainda acha que o perfil de quem fica horas na internet e gosta de tecnologia é aquela pessoa que adora um design high tech, cheio de raios e fios simulando luzes em fibra ótica. Até existe quem goste, mas temos que ter cuidado ao generalizar. Vale fazer uma pesquisa de personas para saber quais revistas, sites e comunidades que esse grupo de pessoas prefere quando chegar um briefing na sua mão dizendo: comunicar com pessoas apaixonadas por tecnologia, que usam a internet para conversar, baixar músicas e trabralhar, tudo ao mesmo tempo.

Afinal, existe uma diferença enorme entre aquele usa PC e Corel Drawn comparando com quem prefere Mac e InDesign. Ou entre aquele que cresceu ouvindo Nirvana e Pearl Jam e aquele que na mesma época curtia Angra e Metálica. A diferença de estilos sempre existe, por mais que todos dizem "eu gosto de rock".

Com o layout é a mesma coisa. E para sair da mesmice quando o assunto for tecnologia, vale a pena testar referências mais humanas. Como mostra a Smashing Magazine em uma matéria antiga sobre design feito a mão para web. Ou como feito neste post, usando os exemplos do filme Juno e 3D Toon on Paper.

O que é humano, pode envolver ainda mais tecnologia para fazer. Prova disso, é esse vídeo aqui:

Hi from Multitouch Barcelona on Vimeo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curso rápido ou Pós-graduação em Arquitetura da Informação?

Quer saber porque fazer os workshops do UXConf BR? A gente ajudou você.

Interaction Design: interação fora das telas | 1a parte