A Psicologia das redes sociais na vida real das pessoas

Recebi este infográfico da minha amiga Sarah Wenger que trabalha na  PsychologyDegree.net 
contando sobre como as pessoas se relacionam com as redes sociais e o reflexo disso na vida real.

Isso prova que nada é tão eficiente quanto o "boca a boca": ou seja, as pessoas tem interesse em compartilhar assuntos de quem elas conhecem na vida real.

E os assuntos que todos mais gostam de compartilhar são aquele ligados ao prazer básico: comida, dinheiro e sexo.  São os temas de interesse geral da população: a maneira mais fácil de ganhar uma "espiadinha" no seu link, sem fazer muito esforço. Não é por menos que os aplicativos que mais crescem no mudo são aqueles relacionados à finanças e à gastronomia

E o que mais me chamou atenção nisso tudo, é a questão psicológica que o envolvimento das redes sociais reflete na vida das pessoas.

Sabemos que é natural sentirmos inspirados por pessoas que estão bem resolvidas, de bem com vida. Agora, se a sua relação com os amigos passa a ser mais "virtual" do que real, a sua interpretação sobre  as relações será fantasiosa. Isso porque, as pessoas costumam a publicar a sua melhor parte nas redes sociais. E conviver com o espelho desse falso mundo perfeito quando olhamos para nós mesmos e para nossas imperfeições, pode nos causar frustrações. Mas a realidade, nem sempre é o que vimos no "curtir" ou em uma foto publicada no perfil.

Conviver com os amigos em momentos reais, nunca foi tão importante para que a gente possa manter nossos pés no chão, aumentar a auto-estima e observar o seu redor dentro da sua real condição.

Por isso,  a dica é, use as redes sociais e aproveite as ferramentas que elas oferecem para estar mais próximo realmente das pessoas que você gosta.


Psychology of Social Networking