Biologia do Comportamento seria a explicação para o novo posicionamento as Agência Digitais?

No De Volta aos Princípios, Ed. 1, um dos pontos discutidos foi sobre a Biologia do Comportamento, autor  Dr. Robert Spolskylink compartilhado pelo meu amigo Leandro Oliveira.


Será mesmo que a Biologia do Comportamento está presente em nossas decisões de negócio? Qual o impacto disso no trabalho, na criação, na tecnologia, no design e comunicação?


Estamos em um momento de repensar nossa relação criativa, nossa relação com o trabalho e como consequência, a comunicação e o meio ambiente como um todo. 

As pessoas conhecem cada vez mais as estratégias de marketing. Fato que pude constatar nos diversos Testes de Usabilidade que aplico. O que chama atenção é que, muitas vezes o público são pessoas simples, sem muita escolaridade ou capacidade de compra. O surpreendente é que eles falam de propaganda como se fossem especialistas. Estão atentos a tudo que a mensagem quer dizer, cores, linguagem, aspectos diversos de privacidade entre outros estratégicos. Isso prova que conhecimento está cada vez mais democrático e, com isso, mais seletivo e maduro. 

A necessidade de se repensar o nosso papel como criativos é a mesma de se repensar o modelo de trabalho.

Esse vídeo muito bem feito do Behance é uma provocação sobre o papel do criativo, na hora de colocar em prática o trabalho e influenciar pessoas. Sob todos aspectos da arte, design e comunicação.


E o que tem a ver essa “viagem” de Biologia do Comportamento nisso tudo? Na verdade, foi uma relação que busquei para compreender a "causa e consequência" que reflete diretamente no comportamento social e nos negócios. Afinal, os criativos, como consequência, as Agências de Comunicação tem um papel de mão dupla na sociedade. Eles absorvem dela a inspiração para criar, e devolvem à ela o resultado criativo em forma de beleza, arte e conceito.

E como a rede de conhecimento não tem fronteiras, espera-se que a sociedade faça cada vez mais escolhas, já que o desejo delas é refletido de forma prática, na comunicação, no design e na tecnologia. 

Independente da teoria, o momento é de reflexão.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curso rápido ou Pós-graduação em Arquitetura da Informação?

Quer saber porque fazer os workshops do UXConf BR? A gente ajudou você.

Interaction Design: interação fora das telas | 1a parte