Usabilidade e Experiência




 Há 5 anos, bem mais do que hoje, a confusão sobre o que é Usabilidade e Experiência chegou a ser temas de discussões entre evangelistas e profissionais especializados.

Mas acredito que vale levantar esse tema aqui também para esclarecer melhor estes universos. Apesar de serem complementares, eles são bem distintos e não necessariamente, um profissional de Usabilidade é de Experiência do Usuário *UX ou vice-versa.

O universo da Usabilidade, é o universo de resposta do sistema, da Ergonomia, da adesão e aderência de um produto para as pessoas. E a relação de eficiência e eficácia de um sistema. 

Já uma questão de Experiência, está relacionada às sensações, ao comportamento, ao histórico emocional das pessoas em relação à determinado produto, seja ele interativo ou não.

E a interatividade aqui é o caminho usado para que haja troca e respostas às diversas formas de contato.

A Usabilidade, é relacionada às Heurísticas, por exemplo, às Heurísticas de Nielsen* (http://www.nngroup.com).

1.Visibilidade de status do sistema: “certifique o feedback está correto e sendo compreendido”.
2.Encontro entre o sistema e o mundo real
: “o mundo do sistema, pode ser seu, mas não exija que as pessoas entendam suas palavras loucas, como ‘categoria, hierarquia, usuário...”
3.Controles do usuário e liberdade: “facilite tomadas de decisões e mudança de opiniões”
4.Consistência e padrões: “ex: ícones e palavras também informam, e precisam falar a mesma língua”.
5.Prevenção de erros: “antes de prever o feedback, tente não ter que usá-lo, evitando erros”.
6.Reconhecer é melhor que exigir lembrança: “as pessoas não lembram de tudo o tempo todo”
7.Flexibilidade e eficiência de uso: “prefira padrões que agilizem a interação, com pouco gasto de tempo e banda”
8.Menos é mais: “design minimalista”
9.Reconhecimento, diagnóstico e recuperação erros: “não assuste o usuário, permita soluções costrutivas e recuperação de ações indesejadas”.
10.Ajuda e documentação: “ mais buscas inteligentes, menos textos”.
*Com a devida liberdade de tradução ;P

E experiência? 

Para esse caso, a melhor definição na minha opinião é a de Norman, que até comentou sobre isso no ISAmérica 2012 em São Paulo. Mais vale assistir ao vídeo do que mil palavras. Mesmo se você esteve lá, recomendo ver novamente.


Não é à toa que eles são o time mais bem respeitado do universo de Usabilidade e Experiência, não?







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curso rápido ou Pós-graduação em Arquitetura da Informação?

Quer saber porque fazer os workshops do UXConf BR? A gente ajudou você.

Blockchain e Bitcoin_interpretação para #newbie