Quer saber porque fazer os workshops do UXConf BR? A gente ajudou você.




Para quem ainda não foi ao UXConf BR  ou é a primeira vez que ouve dizer, vou te contar: é um dos principais eventos de UX, Design de Interação, Inovação e Experiência para quem  busca aperfeiçoar seu conhecimento na carreira ou conhecer melhor as áreas de inteligências envolvidas na concepção de um produto ou serviço interativo: seja você um profissional da área ou uma empresa que deseja atualizar-se sobre o mercado.

Com apenas 2 anos, o evento já movimenta pessoas de todas as regiões do Brasil além de profissionais dos países Estados Unidos, Irlanda, Holanda, Argentina, Chile e Peru.

Em apoio a comunidade de UX, a DUXcoworkers propōe abrir diálogo sobre os temas dos palestrantes do UXConf BR que também irão realizar os workshops. Olha o que deu: um conteúdo super interessante para você não ficar com dúvidas se deve participar ainda esse ano.

UX design já está bem difundida e começa a ter uma cultura de trabalho no Brasil.
Mas Service Design ainda é pouco conhecido. O grande ganho do Service Design é a interseção de design de experiências digitais e aquelas que não necessariamente são digitais, mas ambas caminhando juntas para trazer interação e propósito aos usuários. Parece algo que você já sabe fazer, mas as metodologias de trabalho e técnicas aplicadas como em universidades Aalto, são as mais inovadoras até para os inovadores. A interação e propósito integra até mesmo a arquitetura urbana e objetos. Se você trabalha com IoT, eventos, design de produtos ou objetos, não deve perder a chance. Meu ingresso tá garantido, Jane!

E se quiser aproveitar para conhecer ainda mais nossa opinião sobre o tema, também é tema da nossa revista mensal a DUX Mag

Isso prova que o caminho de UX não está totalmente nas métricas ou no negócio, porque o gerador de propósito é sempre humano. Mais do que isso. Por exemplo, estive na IBM em um workshop sobre Watson e o que eles comentaram é que o lab de inteligência artifical do bot foi todo desenhado por design thinkers, antropólogos, psicólogos integrados aos grupos de tecnologia. Ou seja, arquitetar essas informações é trabalho do UX, onde vão ser inseridos os principais comandos representando a experiência dos usuários em tecnologias como chatbots. Se você é designer ou programador e se propōe a trabalhar com UX ainda com menos de 5 anos de experiência, o workshop “Antropologia aplicada ao design” é perfeito pra você: o começo de tudo está nas pessoas.

Agora se você é aquele perfil de profissional que aplica UX para UI, e quer deixar seu trabalho mais colaborativo sem perder tempo com os prazos que seu cliente insiste em passar para você, o workshop do Coletivo Mola propōe uma imersão em Design Sprint, uma metodologia que ajuda envolver inteligências multidisciplinares e ainda considera usuários como parte das suas validações.

Se você gerencia times, define negócios e estratégias antes da moçada toda trabalhar, passe pelo Érico Fileno que ele vai conduzir uma dinâmica incrível para todos que precisam ser facilitadores de soluções de inovação para negócios dentro do design centrado nos usuários.

Vale dizer se o seu problema tá no produto ou em analizar, testar com base em KPIs de performance como fazem start-ups e empresas que trabalham com gestão LeanUX,
o workshop de métricas para produtos digitais parece ser o melhor para o seu perfil :)

Quando?

Sexta-feira, 19 de Maio das 09:00 às 13:00 - Porto Alegre.

Os ingressos para as palestras estão esgotados :O
MAS, você ainda tem tempo de fazer um workshop, colocar a mão na massa e a cabeça pra inovar. A única desvantagem é que não dá para se inscrever em todos #ficaadica :)

Corre lá, escolha o seu workshop e faça sua inscrição. UXConfBR.

Nos vemos em POA!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curso rápido ou Pós-graduação em Arquitetura da Informação?

Blockchain e Bitcoin_interpretação para #newbie