Blockchain e Bitcoin_interpretação para #newbie





GLOSSÁRIO NEWBIE

Pessoal, não vou negar. Demorei para começar a entender o lance entre Bitcoins e Blockchain.
Sei que ainda é um território desconhecido pela grande maioria e por isso fico tranquila em 

dividir com vocês meus aprendizados. 

Como Designer de Experiência, proponho a explicar de um jeito simples. 
Se ainda assim você não entender a dica no final do texto é infalível =)

Blockchain - é  a tecnologia. Tipo E-mule, Napster, Soulseek, lembra? Você baixava o programa, podia fornecer os arquivos de música para a rede _ arquivo original_ outros podiam baixar as musicas disponíveis em rede, e sempre estava armazenado no sistema a informação dos arquivos originais.



Em outras palavras, estamos falando de uma tecnologia capaz de armazenar a raiz da informação para evitar fraude, faz uma cópia e, como uma célula, salva a origem das informações para garantia de controle. A rede acessa e o sistema distribui para rede mantendo os dados com recursos de criptografia em ordem cronológica.



Bitcoin - uma moeda digital que pode ser convertida em moeda real (dollar, reais, etc...) a obra mais famosa do Blockchain dessa tecnologia. A ideia de criar uma moeda digital foi registrada em 2009 
aproximadamente e teve como um dos principais criadores Satoshi Nakamoto, japonês ( neste momento você pensou, eu sabia...) 
Dizem que ele junto com outros precursores demoram 15 anos para encontrarem 
a solução que conhecemos hoje.

A invenção já é tão relevante quanto criação da internet.Estima-se que 30 bi dóllares circulando. 

Fonte. Festival Path 2017 _ Flowbtc + Mercadobitcoin





THE BIG IDEA


Como o japonês pensou nisso? Simples. Se inspirou no comportamento, na essência do 
ato do pagamento para a cultura atual e na forma como as pessoas usam a moeda. 

Perceba, não precisamos estar frente a frente para pagar alguém, certo? 

UX PURA 

Comportamento e cultura
Com os e-commerce, dispensamos as cédulas em dinheiro e o contato pessoal para pagar compras.

Estudo de caso
Assim como cresceu o mercado de e-commerce, cresceram as regras sobre ele. 
Taxas se tornaram mais altas, apareceram intermediários, informação detalhada do cliente, 
contratos entre usuários e intermediários, etc.

Oportunidades
Bitcoin - rápido; custo transação baixo; não precisa conhecer ou confiar, 
não precisa saber grandes informações sobre as partes - Funciona quase como e-mail, com isso 
e com um vasto conhecimento sobre tecnologia de computação distribuída criou-se o Bitcoin.



DA DEMOCRATIZAÇÃO À POPULARIDADE

Assertivos em relação ao comportamento sobre pagamentos, o Biticoin caracteriza-se também
pela democratização da informação, democratização da moeda - primeira moeda sem fronteiras 
e sem país -, sem banco central. 

Não é burocrática - Com a tecnologia de blockchain, a transferência não tem 
necessidade de intermediários, não necessita de documentos. A transação consegue assumir a 
garantia de recebimento do valor a partir de uma rede distribuída e mantida por voluntários
- com muitas pessoas usando software era possível manter essa rede usando seu próprio 
computador;


Representa aos usuário mais ganhos que perdas.
Como uma mecânica bem próxima de gamificação, engajamento, a rede de voluntários
era mantida com pequenos incentivos financeiros. Vejam o call to action que imaginei para isso.

 "ligue seu computador, ajude a 
processar informações e ganhe $ em bitcoins " 

Achou atrativo?
Dizem que os primeiros voluntários conseguiram ganhar uma boa grana. 




PARADOXOS


Com o grande fluxo de interessados e, mais pessoas significa mais transações
por computadores pessoais e voluntários, não era possível acompanhar o crescimento 
da rede comercial de bitcoins. 

Então, as pessoas/empresas foram ligando e criando novos chips para manter a rede funcionando. 
Essa limitação tecnológica + uma a transação quase gratuita - centavos - colocava em risco 
o projeto. 

Existem pessoas/ou empresas que fazem isso e conseguem 
pagar por produção de chip e economizam energia em lugares frios para armazenar os servidores, 
reduzindo custos com energia elétrica. Estima-se que os servidores de bitcoin já são
 6x maiores que o Google e um valor de 6 reais por transação. 

Ou seja, é preciso mais capacidade e inteligência, 
um processo conhecido como mineração e altamente lucrativo e técnico.

Mas quem recebe esse dinheiro das transações? 
Sem controle e validação empresarial. Não há um líder, é gerenciado de maneira anárquica. 
Ainda assim, dizem que 80% porcento destes servidores estão na China. 
Essas informações são apenas rumores de mercado, especulações. 

NEXT STEPS

Novas moedas surgem, até mesmo mercado de ações. 

Com o tempo e o mercado já mais maduro, são criadas novas vertentes. 
Outros olhos estão usando blockchain também outros setores. 

O principal ganho social com Bitcoin não foi a moeda mas a lógica, o blockchain - 
tecnologia que ser usada para validar a legalidade de um documento, 
para controle e registros de diamantes ou do mercado de artes por exemplo. 

Criptomoedas mesma lógica bitcoin, são outras moedas com nome
mais abrangente.

Ethereum
 - 
 tendência - contratos e carteiras inteligentes; 
Tecnologia que substitui a diretoria a partir do uso da tecnologia de blockchain. 
É mais rápido e tá crescendo muito. Um exemplo prático do sistema é que 
qualquer contrato social pode ser replicado com segurança usando programação. 

Diferente do Bitcoin, o Ethereum não tem seu público de iniciadores dentro de um sistema 
anarquista como no histórico desta moeda (estima se que os usuários iniciais de bitcoin 
popularizaram o uso da moeda para compra e vendas de mercadorias ilícitas)

Bom moço, o Ethereum nasceu no corporativo, portanto, estima-se crescimento 
de sua popularidade.


Onde vai parar? Quem é o mercado? 
Está sendo usado por bancos atualmente? 

Mineração: quem cuida das maquinas e ganha por isso. Tem muita gente de olho neste mercado.

Não há dados reais de quem são os mineradores e ainda há muitos golpes.  
O que se imagina é empresas/pessoas com MUITO dinheiro e um baita know how da tecnologia.

A taxa paga pela manutenção dos servidores e transação - destravar bitcoins - ainda é
pequena mas está crescendo exponencialmente, sendo uma alternativa à inflação,
por isso é tão atrativo.

Crescem as start ups bitcoin - fintechs
O que faz e como empreender? A grande maioria faz intermediação de moedas virtuais; 
troca bitcoin em moeda real, construindo uma plataforma compra e venda.


TENDÊNCIAS

Plataforma para smart contracts, compras feitas pela sua geladeira - digital pra digital, entre outras
outras soluções para registro de imóveis e práticas de cartórios.

Samsumgpay, Applepay são alguns exemplos de uso de blockchain por marcas.

Existem mais de 10 empresas de bandeiras de crédito para pagamento em bitcoins, 
como a Xapo , Advcash, Neteller que entregam cartão no Brasil (pasmem !!) 






SIGA EM FRENTE

Se você chegou até aqui, é por que tá interessado em mais informações. 

Recomendo Flowbtc com cursos sobre blockchain para programadores ou não. 
E quem estiver interessado em investir ou mesmo entender o mercado, os caras da 
Mercado Bitcoin são pioneiros no Brasil.

Na DUXcoworkers, vamos ter um encontro de Blockchain dentro do universo de Healthcare. 
Manda email pra gente call@duxcoworkers.com quem tiver interesse.


E SUPER obrigada Flowbtc e Mercado Bitcoin pela aula no Festival Path 2017. 
Ainda vamos conversar mais sobre isso!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curso rápido ou Pós-graduação em Arquitetura da Informação?

Quer saber porque fazer os workshops do UXConf BR? A gente ajudou você.

Interaction Design: interação fora das telas | 1a parte